quinta-feira, 10 de julho de 2008

:: Motörhead ::


"Safe sex, safe music, safe clothing, safe ozone layer, too late! Everything that has been achieved in the history of mankind has been achieved by not being safe."
- LEMMY

Se o Motörhead se mudasse pra tua vizinhança, todas as simpáticas velhinhas católicas (a não ser as que já eram surdas), todos os bichinhos de estimação fofinhos, toda a horta lindinha, todo o jardim cultivado com muito esmero e repleto de flores tão líricas, todo o gramado tão bem aparado e cheio de borboletinhas e ursinhos carinhosos felizes e saltitantes, morreriam todos em poucos dias, em terrível e sangrenta agonia, caindo aos pedaços numa carnificina digna dum Happy Tree Friends. Dizimados a golpes de excesso de decibéis, no caso dos membros do reino animal; ou cobertos por uma monturama colossal de latinhas de cerveja e bitucas de cigarro, no caso dos mortos do reino vegetal. Não concebo elogio melhor a fazer a esta estupenda obra de agressão pura que é o Motorhead. Nada melhor que Lemmy e companhia para causar estrago nas redondezas e deixar como rastro uma pilha de cadáveres de coisas horrorosamente bonitinhas.

Eu sou daqueles radicais que acham que quem não gosta de Ramones, de AC/DC, de Motörhead e de Beatles boa gente não pode ser. Como é que alguém pode não se empolgar com um som tão imundo, tão encardido, tão estupidamente barulhento, tocado com tanta fúria e empolgação? Lemmy Kilmister (baixo e vocal), Phil 'Philty Animal' Taylor (batera) e 'Fast' Eddie Clarke (guitarra) construíram com este power-trio uma instituição sagrada da música pesada, capaz de agradar ao mesmo tempo a fãs de metal, de punk, de hardcore, de grunge... É uma das poucas bandas que faz com que um punk possa pogar alegremente ao lado do metaleiro que headbanga, sem que o primeiro queira furar o olho do segundo com seu moicano ou o segundo queira esmagar a cara do primeiro com seu soco inglês.

Sem falar que Lemmy Kilmister é mito. Depois de 5 anos fazendo parte dos space-rockers do Hawkwind (foi expulso da banda depois de ser preso no aeroporto com um monte de anfetamina na mala), formou banda própria em 1975 e chamou-a de Bastard. Depois que a gravadora julgou tal nome "anti-comercial", mudou-o para Motörhead, gíria inglesa que nada tem a ver com o mundo glorioso do automobilismo: é uma denominação para os junkies que se entopem de speed e ficam a mil... Daí em diante, soltaram uma pá de clássicos do rock pauleira que soam foda até hoje - com destaque para os três crássicos que destacamos aqui no Depredando hoje: Ace of Spades, Overkill e o ao-vivo duplo No Sleep 'Til Hammersmith.

Lemmy é o tipo de cara com quem você não gostaria de trombar num boteco ou num beco escuro. Tretar com ele seria péssimo conselho para teus ossos. Ele é um daqueles caras assustadores: um ursão do mal com cara de alcóolatra, comportamento psicopata e voz de vilão de filme de terror. Quase um personagem de Charles Bukowski, mas com a grande vantagem dupla de ser real e de fazer um rock and roll bom da porra. Se ele viesse vindo na minha direção na rua, eu provavelmente mudaria de calçada pra não cruzar com esse vândalo, esse criminoso, esse desequilibrado, esse machão insensível e impiedoso, que fala grosso e ri certamente a prototípica Risada Diabólica; mas no meu aparelho de som curto a companhia desses loucos viris e destruidores de tímpanos que fazem música cuspindo para fora suas vísceras ensanguentadas.

* * * * *

p.s: Um dia um jornalista pediu ao Lemmy qual sua filosofia em relação à vida, ao amor, a Los Angeles, às mulheres, ao dinheiro e, principalmente, ao rock 'n roll. Ele respondeu: "A vida é um sanduíche de merda, por isso quanto mais pão você colocar nele, menos merda vai ter que comer. O amor é algo que, aparentemente, só os homens sentem, as mulheres só vão contando o dinheiro. Los Angeles é o lugar onde eu moro e dinheiro foi feito para gastarmos. Rock 'n roll é a única religião verdadeira. Deus nunca ouviu as minhas preces, já Little Richard jamais me decepcionou."

Gênio!




"THE ONLY WAY TO FEEL THE NOISE
IS WHEN IT'S GOOD AND LOUD!"


:: DOWNLOADS (SÓ CRÁSSICO!) ::


"OVERKILL" [remasterizado e com bonus tracks]
(mp3 de 192kps, 57 MB):
http://www.mediafire.com/?1bw4yei2z5g
[ letras ]



"ACE OF SPADES" [remasterizado e com bonus tracks]
(mp3 de 192kps, 63 MB):
download: http://www.mediafire.com/?cgdnytatja1
[ letras ]


"NO SLEEP 'TIL HAMMERSMITH" [remasterizado e expandido]
disco 1: http://www.mediafire.com/?zmumbyykzze
disco 2: http://www.mediafire.com/?ilvycb5by2q

5 comentários:

Marco Souza disse...

só um toque lúcio, o link do disco 1 de NO SLEEP 'TIL HAMMERSMITH é o mesmo do Ace of Spades.

Eduardo Carli de Moraes disse...

opa, já consertei!
valeu pelo toque.

marco disse...

Cara... com relacao a biografia da banda, tudo ok...
Agora se vc falou serio neste paragrafo, e espero que nao...
" Ele é um daqueles caras assustadores: um ursão do mal com cara de alcóolatra, comportamento psicopata e voz de vilão de filme de terror. Quase um personagem de Charles Bukowski, mas com a grande vantagem dupla de ser real e de fazer um rock and roll bom da porra. Se ele viesse vindo na minha direção na rua, eu provavelmente mudaria de calçada pra não cruzar com esse vândalo, esse criminoso, esse desequilibrado, esse machão insensível e impiedoso, que fala grosso e ri certamente a prototípica Risada Diabólica" ... vc precisa conhecer Lemmy para desfazer a ideia...
Ja o encontrei tres vezes, e eh a pessoa mais acessivel no meio rock'n'roll...
abraco

eduardo disse...

Opa! Nesse parágrafo do "ursão do mal com cara de alcóolatra e comportamento psicopata" eu num tava "falando sério" não - tava tentando ser sarcástico e brincar com o estereótipo que a galera tem do Lemmy - mas com ctza o cara na real sempre me pareceu simpático, prestativo e acessível. É isso aê! Valeu pelo comentário e volte sempre.

Discoteclando disse...

eles tem o melhor som 'abafado' que o rock and roll já viu!!!