domingo, 22 de agosto de 2010

:: Jello Biafra and the Guantanamo School of Medicine ::

De volta à escola
- Bernardo Santana -

Antes de qualquer coisa, o bom e velho serviço de utilidade pública punk para a comunidade: Jello Biafra and the Guantanamo School of Medicine no Brasil, em novembro. Dito isso, à música, então. The Audacity of Hype é o primeiro disco do projeto mais recente de Jello Biafra – que, pra quem não sabe, era o vocalista do Dead Kennedys e, ainda hoje, um dos músicos mais politizados e politicamente ativos do planeta. Ele é o cara que introduziu a ironia e o humor na cena hardcore dos EUA. Ele é o moleque que concorreu à prefeitura de São Francisco em 1979, conseguindo nas urnas um resultado bastante expressivo pra alguém de 21 anos e anarquista confesso (foi 4o lugar). Ele é o tal que fundou um dos selos independentes mais longevos do planeta, o Alternative Tentacles, exemplo até hoje pra quem não fica sentado esperando a bigorna das grandes gravadoras cair na cabeça de suas bandas, projetos e congêneres. Enfim, é um cara a ser ouvido – mesmo que seja em seus discos só de spoken words.

Mas esse não é o caso da primeira bolacha do JB & GSM, graças ao misericordioso Tolstoy. Lançado em 2009, The Audacity... traz um som bastante próximo daquele que os DK fizeram. E, apesar de qualquer bronca inicial com isso, é garantido: se você gosta dos Kennedys, dificilmente vai se entediar com os Schoolers! É a barulheira da antiga banda de Jello, mas com um pouco mais de proto-punk tipo Detroit como ingrediente.

Sinta um pouco do amor dos caras no ar:



Ao lado de Billy Gould (recentemente saído para voltar ao Faith No More) e de outros amiguinhos, Jello Biafra conseguiu, mais de trinta anos depois de surgir em cena, soltar um libelo do tipo entretenimento-bomba como fazia com maestria quando ainda nem bem tinha saído dos remendados cueiros. As letras dessa vez – e como não podia deixar de ser – tratam de temas atuais pós-Bush, como a insistente orientemediofobia estadunidense, causa número um de distorções bizarras na lei daquele país ainda hoje, e assuntos infelizmente recorrentes desde o início da carreira de JB, como violência policial, estupidez institucionalizada e consumismo.

No entanto, existem momentos de espanto em Audacity mesmo pra aquele macaco mais velho. I Won't Give Up, maior exemplo, merece um parágrafo só pra ela, tanto pela música quanto pela letra. A primeira surpreende por fugir da cartilha tradicional do punk rock – coisa que nem é tão novidade quando se trata de Jello Biafra –, usando um espantoso slide em algumas partes e quase parecendo um hard rock zeppeliano em diversas outras. Vale lembrar que o Lard, outra banda de Jello, soltou um EP chamado 70's Rock Must Die há uns dez anos... Me lembrou o Pagode Nuclear, aquele grupo de samba do Gordo e do Clemente que pagodiava clássicos do punque nacional. Coisa linda! Já a letra é de fazer chorar quem vive num país como o nosso, com um processo eleitoral sério com um episódio dos Trapalhões. Veja se você se identifica com esses versos:

Here's to fear
'Nother circus election year
Clown-didates pretend they're human beings

Here's the ads
We vote and someone wins
That's all we're allowed to really change

(Tradução livre: Um brinde ao cagaço / Mais um ano elegendo um palhaço / Candibobos fingindo que são seres humanos / Chegou a propaganda / A gente vota e um outro manda / É só isso que nos deixam mudar)

E por aí vai...

E aí, vamo?

DOWNLOAD: 82 Mb - 9 faixas

3 comentários:

Eduardo Carli de Moraes disse...

Du caralho o post, Bernie!

Incrível que o tiozão Jello, que já passou dos 50 de idade, continue com todo esse gás e toda essa ferocidade... Massa seria se ele um dia virasse o presidente dos EUA: Bush - Obama - Biafra, isso sim é que é evolução! =)

Aproveitando a deixa, lembro que já destacamos o Dead Kennedys aqui no Depredas tempo atrás: texto do André Barcinski que saiu na Discografia Básica da Bizz e download do debut "Fresh Fruit For Rotting Vegetables" (1980) [dwld].

Abratzzz!!!

Anônimo disse...

now in my rss reader))) financial help

Ignorant(é)z disse...

Obrigado. Back to school! };=]>