quinta-feira, 10 de abril de 2008

:: Hammerbox ::


Jogos de moto e suas músicas maravilhosas - parte 1
por Marco Souza

Antes de mais nada, se você já foi pego pelo "longo braço da lei" e a tela abaixo não é novidade, não adianta negar, você já ouviu Hammerbox.


Numa época em que eu não gostava muito de música, de uma música eu gostava, "Trip", graças ao revolucionário jogo de 3do, Road Rash. Em meio a Soundgarden, Therapy?, Swervedriver, Paw e outras, existia uma pérola que poucos nerds notaram: Hammerbox. Nesse jogo duas músicas da banda marcaram presença: "Simple Passing" e, a já mencionada, "Trip".

Como naquele tempo a Internet ainda estava se formando (existia um porra de BBS, mas não me pergunte o que é), CD da banda somente gringo e ninguém a conhecia, só me restou ligar o videogame no aparelho de som e gravar as duas músicas numa fita cassete. Depois de anos escutando a fitinha, apareceu um tal de mp3 na tal ta Internet. Pesquisei incansavelmente pela banda lendária em sites, napsters e afins, e, no final dos anos 90, quando o grunge já estava bem enterrado, consegui formar uma outra fita cassete com todas (ou quase todas) músicas do álbum que vos apresento, Numb.

Até então o grunge havia passado despercebido por mim, não ligava para bandas como Pearl Jam, Alice in Chains e Nirvana (essa ainda não ligo). O que chamou minha atenção em Hammerbox é seu grunge menos dramático, mais sujo e agressivo, claramente influenciado pelo punk/hardcore. E Carrie Akre. Sua voz rasgava a música e a música rasgava o espaço.

Violento, pesado, consistente e feminino. Algo nos anos 90 não estava certo por deixar essa banda tão à margem. Com apenas dois álbuns lançados, o primeiro em 1991, eles não tiveram tempo para polir o próprio som. Talvez se tivesse existido um terceiro disco (desconsiderando o último, ao vivo... lançado em 2005!?), a banda poderia alcançar algum reconhecimento.

Após as fracas vendagens de Numb (1993) a gravadora A&M Records resolveu chutar o quarteto. Em 1994, James Atkins (baixo) saiu e os outros integrantes resolveram dissolver o grupo. Harris Thurmond (guitarra) formou Anodyne e Akre outra banda, chamada Goodness. Nenhum sinal do que aconteceu com o baterista, também vocalista, Dave Bosch. Outra banda de Seatlle chegou ao fim, no ano da morte de Kurt Cobain.

Eis que em 2007 entrei na onda do E-bay e, depois de mais de 10 anos da primeira busca por este CD, compro o álbum original. Há tempos não escutava à fita cassete. Agora ripo Numb pra vocês, espero que apreciem.
.
DOWNLOAD (mp3 de 192 kps - 57 MB):
http://www.mediafire.com/?n2o3xz7xk0w

9 comentários:

Anônimo disse...

Voce tem o primeiro cd do hammerbox? Poderia posta-lo aqui pra galera?
nao acho em lugar nenhum esse cd.
valeu

Marco Souza disse...

Putz cara, fui conferir o primeiro album que tinha em mp3 e para minha surpresa ele tem 9 músicas do primeiro CD e 2 de compilações, ou seja, faltam 3 músicas. Vou procurar em outros backups, achando, ele vem pro blog.

Menucci disse...

Sua história em relação ao Hammerbox é quase idêntica à minha. A diferença é que eu sempre curti grunge. Ainda assim, "Trip" era a obra prima de road Rash, na minha opinião. Também gravei as músicas e as ouvia em cassete. Só fui chegar ao restante do "Numb" pela Internet, uma vez que pouco se consegue desta que pareceu ter sido uma excelente banda.

Valeu!

Anônimo disse...

Voce e o cara. hoje sou uma pessoal mais feliz com esse album do hammerbox.

Anônimo disse...

Escutar Trip me faz lembrar de uma epoca da minha vida que tenho muitas saudades. Fantastico!

Big Endian disse...

Hammerbox - Lossless

Hammerbox - Numb *FLAC*

Hammerbox - Selftitled *FLAC*

cello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cello disse...

Espetáculo esse artigo, especialmente pelo fato de eu ter vivido uma situação "busted" como a do jogo esse ano nos EUA (de uma olhada no video que fiz http://www.youtube.com/watch?v=w9Dg3FBMw30

Pois eu jogava no 3DO e fiquei tão da banda que comprei online fazendo um telnet para o falecido cdnow.com via terminal VT100 na faculdade. O site era em modo texto puro apenas e comprei pelo mastercard sem criptografia, nem autenticação, nada. Chegou em casa o CD depois de 2 semanas. Comprei também o Death to Traitors da banda PAW. MUITO BOM! Abraço!

Anônimo disse...

Wow,

Maybe this is worth sharing that i found in this few posts below.[url=http://www.carcoverspal.com]Car Cover[/url]