quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

:: Shuggie Otis ::


Depredando apresenta um grande mestre obscuro dos anos 70: tio Shuggie Otis, uma espécie de Jimi Hendrix do soul, mais conhecido como O Homem Que Recusou o Convite Para Tocar nos Rolling Stones (caraca!). Os três álbuns são fodaços e ultra recomendados... De uma velha Bizz, copio a rápida apresentação abaixo:

SHUGGIE OTIS
por EMERSON GASPERIN

Difícil dizer como Shuggie Otis seria classificado hoje. Talvez sua música nem tivesse lugar no mercado atual, ou seria colocada entre Prince e D'Angelo. Em 1974, o problema foi o mesmo. Depois de 3 anos de lapidação, o 2o disco do californiano ganhou as lojas sem saber em qual prateleira deveria ficar. As comparações, pelo menos, eram melhores: Marvin Gaye, Curtis Mayfield, Sly Stone. A reedição em CD (acrescida de três canções da estréia, Freedom Flight, de 1971) mostra a razão de tamanha confusão em torno do rapaz. O rótulo que Inspiration Information costuma receber – soul psicodélico – simplifica a fluidez com que Shuggie vai do soul ao r&b, do funk a um certo ar “alternativo”. Logo na abertura, a faixa-título sugere um balanço suave, com a lisergia na dose “boa viagem”. O estado continua sossegado com um suinge leve aqui (“Sparkle City”), um ritmo programado para dançar juntinho ali (“Aht Uh Mi Hed”). Para descolar o corpo, as levadas finas de “Not Available” e “Strawberry Letter 23” (esta, de seu 1o disco, fez sucesso em 1977 com os Brothers Johnson). Mas o artista usa outros meios para provocar idêntico relaxamento, como em “Pling!”, “XL-30” e “Rainy Day”, feitas de paisagens tão eletrônicas quanto bucólicas – daí se entende por que Tortoise e Stereolab o apontam como influência. Diante da fartura de inspiração, os Rolling Stones convidaram Shuggie para substituir Mick Taylor. Como bom torto, ele recusou, assim como disse não às ofertas do Blood, Sweat & Tears e de Emerson, Lake & Palmer. Pouco depois, devido ao fraco desempenho do álbum nas paradas, foi dispensado da gravadora e se retirou da cena (complicações com drogas, dizem os rumores) para sempre. Agora vem detalhe: quando finalizou Inspiration Information, no qual cantou, tocou guitarra, piano, órgão, baixo e bateria, Shuggie tinha apenas 22 anos. Atualmente aos 50 e pouco e excitado com a repercussão (ainda que tardia) de seu trabalho, pensa em agrupar uma banda e voltar a fazer shows. Vai fundo, tio.




DOWNLOADS:
1969-1971 - "Shuggie Plays The Blues..." (71 MB)
http://www.mediafire.com/?tyyyjjnf2ji
1971 - "Freedom Flight" (52 MB)
http://www.mediafire.com/?2x3i2vkuof3
1974 - "Inspiration Information" (63 MB)
http://www.mediafire.com/?mvmneojinzj

4 comentários:

Carlitos disse...

Cara,eu tinha essa Bizz que fala do cara.Como era novo(acho que uns 13 anos,na ápoca),não entendi muito bem e nem me interessei.
Mas agora,quando acabo de ler sobre o disco,no "1001 discos...",o interesse voltou e casou muito bem com meu atual interesse pelo soul feito na década de 70.
Vou baixar o cd agora!!
Obrigado!!

Denis BH/MG disse...

Muito bom o som...
Gostaria que atualizasse o link do disco inspiration.

vlw
Denis- BH/MG

Fagner Niterói/RJ disse...

Excelente post! Esse carinha manda muuuito bem!! Minha preferida é "Shuggie's boggie" do album "Shuggies boggie - Shuggie Otis plays the Blues" relançado em 1994.
Nem sabia que ele está vivo. Tomara que volte a tocar. Vlw!!!

Pedro Tiago disse...

Os links estão com problemas, podes reposta-los?